Polícia

MP realiza ação social nos residenciais Novo Tempo 1 e 2

Atividades serão realizadas pelo promotor de Justiça Sérgio Diefenbach entre hoje e amanhã


- MP/divulgação

Lajeado - Após a deflagração da Operação Ipê Amarelo, realizada domingo em Lajeado, o Ministério Público (MP) realizará ação social nos Residenciais Novo Tempo 1 e 2, onde foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e 43 de busca e apreensão. Entre hoje e amanhã, o promotor de Justiça Sérgio Diefenbach, juntamente com a Secretaria Municipal de Habitação Social, Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Secretaria Municipal de Saúde e Caixa Federal, realizam atividades para permitir que os moradores se recadastrem no Sistema Único de Saúde (SUS) e no programa Bolsa Família.


A ação também tem como objetivo a verificação da situação das pessoas junto às escolas e identificação de imóveis irregularmente ocupados, abandonados ou desocupados, para que sejam liberados para o uso de outras famílias. A ideia é apoiar a administração dos dois condomínios para resolver problemas de inadimplência e de estrutura dos locais. "A atuação conjunta é no sentido de retomar a autoestima dos moradores e construir uma nova visão do bairro, em que sejam implantadas ações para que haja condições para uma vida normal na região", afirma Diefenbach.


O lançamento de um projeto de protagonismo juvenil, denominado Visionários da Cidade, será lançado para que jovens possam intervir na comunidade de forma positiva. Nas próximas semanas, também começa a ser instalado o projeto Pacto pela Paz, programa interinstitucional com uma série de medidas de orientação, proteção e empoderamento de gestantes, mães e crianças até as fases finais do Ensino Fundamental. "Essa é uma aproximação entre os órgãos públicos para que haja uma presença mais rotineira do Estado na comunidade", explica o promotor.

Comments

SEE ALSO ...