Polícia

Quartel dos bombeiros recebe mais de R$ 260 mil em investimentos

Recursos serão usados para melhorias no prédio e compra de equipamentos

Créditos: Julian Kober
- Corpo de Bombeiros de Encantado/divulgação

Encantado - De janeiro de 2016 a maio de 2018, o quartel do Corpo de Bombeiros de Encantado, que atende 12 municípios, recebeu R$ 261.259,64 em investimentos na infraestrutura e para aquisição de equipamentos. Conforme o tenente Valdinei Rosa, comandante do Corpo de Bombeiros de Lajeado e Encantado, o valor foi obtido por meio de recursos do Fundo Municipal de Reequipamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom).

O dinheiro do Funrebom é oriundo das taxas de vistorias e inspeções dos Planos de Prevenção e Proteção contra Incêndio (PPCI) em Encantado, Roca Sales, Muçum, Doutor Ricardo, Relvado, Nova Bréscia, Coqueiro Baixo, Anta Gorda, Putinga, Ilópolis, Arvorezinha e Itapuca. "A verba para investimentos do Corpo de Bombeiros de Encantado é exclusivamente desses recursos do Funrebom. Todas as compras que são feitas pelo fundo e são assessorados pela Prefeitura de Encantado, que faz todo o processo licitatório. Então, para dar transparência e visibilidade, é feito por meio do Setor de Compras da prefeitura, que tem toda uma assessoria jurídica que acompanha toda a compra", explica. A corporação também conta com verbas do governo do Estado, destinadas para manutenção e compra de viaturas, além de aquisição de combustíveis.

Em 2016, o quartel recebeu R$ 138.232,34 em investimentos. No ano passado, R$ 81.861,38. E, de janeiro a maio deste ano, já foram utilizados R$ 41.165,92. Isso possibilitou a manutenção e melhoria na infraestrutura do prédio, reparo das viaturas e aquisição de equipamentos de proteção individual dos bombeiros. Além disso, aplicou mais de R$ 50 mil em seu centro de treinamento.

Mais dinheiro
Além do já investido, conforme o tenente Valdinei Rosa, hoje o Corpo de Bombeiros de Encantado possui ainda R$ 300 mil no Funrebom. Há dois anos, a corporação havia apenas R$ 15 mil em caixa. O quartel não conseguia arrecadar mais dinheiro porque não havia bombeiros o suficiente para realizar as inspeções de PPCI. "Havia uma dificuldade para realizar as vistorias. Então, fizemos uma reorganização interna e focamos na atividade de prevenção de incêndio. A partir do momento que centralizamos aqui, criamos uma unidade de procedimentos e conseguimos atender em todos os municípios abrangidos pelo quartel em Encantado. E isso automaticamente refletiu em uma melhor arrecadação e, consequentemente, no investimento", conta.

Nova viatura
Agora, o comando do Corpo de Bombeiros de Encantado quer utilizar os recursos para obter uma nova viatura para auxiliar nas ocorrências que envolvem acidentes de veículos, que representam cerca de 70% dos atendimentos da região. "É uma demanda muito crítica. Não é possível nós fazermos a retirada de uma vítima e deixá-la no chão aguardando atendimento. Então, se nós tivermos essa viatura, teremos condições de transportá-la para o hospital", frisa. As tratativas com a Prefeitura de Encantado já começaram para o processo licitatório. A expectativa é que a aquisição do veículo ocorra nos próximos meses.

Auxílio
O efetivo do quartel de Encantado é composto por cinco bombeiros militares e reforçada por dois civis - estes custeados pela Associação Mantenedora Corpo de Bombeiros da região Alta do Vale do Taquari. "A Ambravat auxilia com os custos destes profissionais e para isso recebe verbas dos 12 municípios que compõem a área territorial do quartel. Mas, na verdade, a associação não mantém o Corpo de Bombeiros ou possui alguma gerência sobre o atendimento da guarnição. Quem responde pelo é o comando da região", afirma.

Comentários

VEJA TAMBÉM...