Polícia

Registrado terceiro homicídio de Encantado

Vítima foi identificada como Pedro Giongo (61)

Créditos: Francelli Castro

Encantado - Na noite desta quarta-feira (17), por volta das 23h45min, uma venda de celular, possivelmente roubado, acabou em morte. De acordo com boletim de ocorrência, dois homens, de 33 e 61 anos, estavam nas proximidades da Igreja Matriz São Pedro, na Rua Monsenhor Scalabrini, esquina com a Rua Padre Anchieta, quando um jovem de 19 anos se aproximou dos dois e ofereceu um aparelho celular no valor de R$ 5, pois queria o dinheiro para comprar drogas.

Após um tempo de conversa, os três começaram a discutir e se agredir. Com um pedaço de madeira em mãos, o jovem atacou o homem de 61 anos, que acabou caindo, com diversos machucados, e inconsciente. Após, fugiu do local.

Em seguida, o homem de 33 anos acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que encaminhou a vítima até o Hospital Beneficente Santa Terezinha. Foram feitos exames, devido a gravidade dos ferimentos, mas às 3h da manhã desta quinta-feira (18), a vítima não resistiu. O falecido foi identificado como Pedro Giongo (61).


Pela manhã, por volta das 9h, o Delegado Augusto Cavalheiro Neto, deu início ao processo de investigação do caso. A partir do depoimento do filho da vítima, chegaram ao nome do acusado, que tem histórico de furtos e é conhecido por ser usuário de drogas. Ele foi autuado em flagrante e responderá por homicídio doloso. Em depoimento, o suspeito não confessa o assassinato, porém relata que houve a briga.

Segundo o delegado, o médico que assinou o óbito declarou como causa indeterminada. "Com isso tivemos que interromper o velório e remeter o corpo para o Departamento Médico Legal para necropsia", disse Neto. Este é o terceiro homicídio registrado neste ano no município, dois já foram resolvidos e com os autores presos preventivamente. O desta madrugada está sob investigação.

Comments

SEE ALSO ...