Polícia

Três são presos por associação criminosa e tráfico no Campestre

Com eles foram encontradas balanças de precisão, maconha, cocaína e dinheiro

Créditos: Caroline Garske
DELEGADO: José Romaci Reis nega que preso seja líder de facção - Lidiane Mallmann/arquivo

Lajeado - No final da tarde de terça-feira, o Pelotão de Operações Especiais (POE) realizou a prisão de três homens por tráfico de entorpecentes e associação criminosa. O trio foi preso na Rua João Goulart, no Bairro Campestre. Com eles foram encontradas duas balanças de precisão, quatro porções de maconha, um pino de cocaína, 29 pinos vazios, um tijolo de maconha pesando mais de 1kg, três celulares e R$ 121.


Conforme informações da Brigada Militar (BM), uma guarnição da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) estava em patrulhamento, quando avistou um suspeito em frente a uma pousada. O homem, quando viu os policiais, saiu correndo para o interior do estabelecimento, onde foi capturado. Em revista pessoal e em buscas no quarto, foram encontrados os pinos, frações menores de maconha e dinheiro. No quarto estava mais um suspeito.


Os dois relataram que as drogas não eram deles e disseram que o dono estaria vindo para para abastecer com mais entorpecentes. Diante das informações, os policiais militares do POE avistaram um Onix prata, onde estaria o outro homem. O condutor arrancou o veículo para tentar fugir. Logo após, colidiu em um árvore e este terceiro foi preso. Dentro do carro foi encontrado o tijolo de maconha. Os três foram levados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para exames de praxe, para registro na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e após, ao Presídio Estadual de Lajeado. Eles possuem antecedentes por receptação, tráfico, associação ao tráfico e estelionato.

"Ele não é líder coisa nenhuma"

O boato que se espalhou após a prisão tripla foi de que o terceiro homem, que conduzia o Onix, seria um dos chefes da facção Os Manos, atuante em Lajeado. No entanto, o delegado regional José Romaci Reis desmente. "Ele faz parte junto com uma turma, mas ele não é líder de nada. Ele é um cabeça de lata mandado pelos líderes. Ele faz parte sim, ele entrega, carrega a droga para lá e para cá, mas ele não é líder coisa nenhuma", afirma.

Comentários

VEJA TAMBÉM...