Política

Meirelles: com reformas, Brasil pode crescer a uma taxa de 4%

Nos Estados Unidos, ministro da Fazenda diz que aprovação da reforma da Previdência é necessária para estabilidade do País

Créditos: Portal Brasil
Meirelles falou com jornalistas após evento em Washington, nos EUA - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Brasília - Com a aprovação das reformas econômicas, o Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de toda riqueza produzida no País em um determinado período de tempo - deve ter um crescimento ainda maior no futuro. A avaliação é do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que está em Washington para participar de eventos do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

A jornalistas, o ministro afirmou que, diante da aprovação de reformas como a da Previdência Social e tributária, a economia brasileira poderá crescer a uma taxa de 4% dentro dos próximos três anos.

"Tudo isso mostrando que a política econômica está funcionando em todas as áreas", afirmou ele, citando a inflação em queda e os juros mais baixos. "Tudo isso é importante que seja complementado por todas essas outras políticas que vão fazer que a taxa de crescimento potencial do Brasil aumente", apontou.

Na avaliação dele, a reforma previdenciária vai aumentar a confiança e dar mais estabilidade ao País, trazendo novos investimentos. "Se não for agora (a aprovação), terá de ser no próximo governo, e será ruim para quem assumir", alertou.

De acordo com Meirelles, a necessidade de reequilibrar as contas públicas e a urgência de reformar o sistema previdenciário são pontos positivos para criar o ambiente de aprovação da matéria neste ano. "É questão de bom senso aprovar agora", afirmou.

Novo Brasil

Ao citar outras reformas que já foram feitas e que melhoraram a economia brasileira, Meirelles afirmou que agora o Brasil possui uma nova imagem frente às economias globais. Para ele, isso gera mais oportunidades de negócio.

Comentários

VEJA TAMBÉM...