Política

Participação do município no Prêmio MuniCiência é destaque no Legislativo

Programa Santa Clara Tem Valor é um dos 15 projetos inovadores em gestão no país

Créditos: AI Câmara de Vereadores de Santa Clara do Sul
- Rafael Simonis/Câmara de Vereadores/divulgação

Santa Clara do Sul - Santa Clara do Sul é um dos finalistas do Prêmio MuniCiência. Por meio do programa Santa Clara Tem Valor, o município está entre os 15 mais bem classificados do projeto organizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) que busca promover as boas iniciativas que sirvam de referência aos municípios de todo o Brasil.

A participação de Santa Clara do Sul foi ressaltada pela vereadora Helena Herrmann (MDB) na sessão do Legislativo realizada no dia 28 de março. Segundo ela, o prêmio está na fase da votação online. "É importante o envolvimento de todos para que o programa seja uma das cinco iniciativas vencedoras". Para tanto, basta acessar o link www.municiencia.cnm.org.br/principal/votacao e escolher o programa Santa Clara Tem Valor. "Temos que nos mobilizar e votar no único projeto do Vale do Taquari que segue na disputa", observou.

De acordo com a vereadora, o programa finalista, apresentado pela Prefeitura de Santa Clara do Sul, procura incentivar os setores da indústria, comércio e serviços a se profissionalizarem e agregarem valor a seus negócios, garantindo aumento nas receitas e maior retorno ao Executivo por meio dos impostos arrecadados. A iniciativa também procura conscientizar a comunidade para que valorize o município, efetuando as compras no comércio local e exigindo nota fiscal.

Dentre as melhorias na cidade, destacam-se a mudança de visão por grande parte do empresariado do município e a busca por qualificação. Para tal resultado, realizou-se um diagnóstico das principais carências das empresas do município, com sugestões de comerciantes e clientes. O governo municipal também firmou uma parceria com a Faculdade La Salle Estrela para definir estratégias, promoveu cursos, garantiu um incentivo anual e implantou o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Comdescla), que funciona como interlocutor entre poder público e comunidade, além de definir a aplicação dos recursos.

Nessa última etapa, as iniciativas serão avaliadas por votação pública nacional realizada por meio do site do MuniCiência (www.municiencia.cnm.org.br). As votações vão até 27 de abril. Em função da qualidade das iniciativas apresentadas, a CNM decidiu anunciar o resultado durante a XXI Marcha dos Prefeitos a Brasília, que ocorre de 21 a 24 de maio.

Os vencedores do Prêmio MuniCiência - Ciclo 2017/2018 terão os seus projetos apresentados em seminários nacionais e publicados em Guias de Reaplicação da CNM. Ainda participarão de Seminário Internacional para intercâmbio de experiências.

Recolhimento de eletroeletrônicos e agrotóxicos

Helena Herrmann também falou da campanha de recolhimento de embalagens de agrotóxicos no município programada para os dias 23 e 24 de abril. Serão 32 pontos de coleta, abrangendo todas as comunidades. É essencial que o produtor se atente ao processo da tríplice lavagem, que deve ser realizado nas embalagens logo após o uso da última dose do agrotóxico.

A vereadora ainda se referiu ao período de recolhimento dos resíduos eletroeletrônicos. A campanha ocorrerá de 30 de abril a 11 de maio. Serão 11 pontos espalhados pelo município para o depósito de materiais como computadores, impressoras, televisores inteiros, telefones, aparelhos de som e DVD, cabos, placas, geladeiras, micro-ondas, fogões, batedeiras, liquidificadores, entre outros. Pilhas e lâmpadas não serão coletadas.

Comentários

VEJA TAMBÉM...