Política

Repasse financeiro a entidades pauta reunião das comissões na Câmara

Redução do valor motiva parte do encontro na manhã desta quinta-feira

Créditos: Da redação
- Carolina Gasparotto/Assessoria de Imprensa Câmara de Vereadores

Lajeado - Representantes da Associação dos Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadev), da Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sthas) e do Executivo participaram da reunião de comissões da Câmara de Vereadores na manhã de ontem. O encontro abordou o corte no repasse financeiro às três entidades mantidas no Centro Elo: Apadev, Associação de Surdos de Lajeado (Asla) e Associação de Deficientes Físicos de Lajeado (Adefil).

Segundo o representante da Apadev, Orlei da Costa, a maior dificuldade encontrada pela entidade desde o corte de repasse financeiro é com o deslocamento. "Gastamos R$ 170 com cada viagem realizada. São quatro por semana. Este valor é de dois anos atrás e a empresa já nos avisou que precisa aplicar um reajuste", explica. Anteriormente, o valor repassado pela Administração Municipal era de R$ 8.938. Agora está em R$ 2.868. "Tivemos que demitir o professor de braile, artesanato e também a secretária. Quem está lá dentro somos nós. Quem diz que está bom assim não tem deficiência."

A secretária de Administração, Andreia Brisolara, garante que não houve ninguém prejudicado após a alteração no repasse de valores. "Não há pessoas desamparadas. Elas estão sendo assistidas pelo Creas ou Cras, locais em que oferecemos toda a estrutura necessária para o atendimento." A assistente social Luciane Fátima Leal Machado explica que a atitude foi tomada em resposta ao que as entidades apresentaram em seus relatórios mensais, pois elas precisam atingir metas. "O valor repassado atualmente é o suficiente para atender até 15 pessoas no caso da Apadev", defende.

Projetos
Após a conversa com os convidados, os projetos que estavam na pauta foram debatidos entre os vereadores. Foram liberados os de número 122 (autoriza o o Executivo a receber em doação uma área de terrenos urbana de propriedade de Pema Administração e Participações Ltda), 127 (autoriza a prefeitura a conceder direito real de uso de duas áreas de terrenos urbanos à Associação de Moradores do Bairro Conventos) e 128 (altera a Lei nº 10.606, de 07 de maio de 2018, que institui o programa de parceria público-privada e concessões do município).

Também foram discutidos os projetos de lei 130 (autoriza a renovação de contrato administrativo temporário da servidora que menciona até o quinto mês após o parto), 131 (autoriza a contratação temporária de excepcional interesse público de dois técnicos de enfermagem) e 134 (autoriza o Executivo a realizar serviços de patrolamento, limpeza e lastro de brita em imóvel particular), além dos CMs 049 (denomina de Rua Paulo Cesar Seli a Rua C, localizada no Loteamento Residencial Diamond, Bairro Universitário) e 050 (regulamenta a doação de bens móveis inservíveis pelo município).

Comentários

VEJA TAMBÉM...