Reportagens Especiais

Em Teutônia dois cenários apontam empate na disputa

Renato Airton Altmann (PP) e Ricardo José Bronstrup (PSDB) aparecem com números acirrados


Teutônia - Enquanto em Lajeado a preferência do eleitor apresenta expressiva vantagem, chegando a 62% entre o candidato melhor colocado e o segundo, conforme pesquisa divulgada ontem; em Teutônia a eleição é a mais acirrada entre os seis municípios da região - incluindo ainda Encantado, Estrela, Cruzeiro do Sul e Arroio do Meio - que participaram da primeira rodada do levantamento feito pelo Instituto Methodus, encomendado pelo Grupo Independente e jornal O Informativo.  


Tanto na estimulada, em que aparecem os nomes dos candidatos, quanto na espontânea, onde o eleitor indica em quem votaria no próximo pleito, Renato Airton Altmann (PP) e Ricardo José Brönstrup (PSDB) aparecem tecnicamente empatados, considerando que a margem de erro é de cinco pontos percentuais para mais ou para menos. Na estimulada, o progressista tem 38,5%, enquanto que o tucano soma 37,3%. Na menção espontânea, a diferença também é mínima. Altmann aparece com 17,5% e Brönstrup com 16,8%.


O número de eleitores que ainda não sabem em quem votar para prefeito, quando não se apresentam os nomes dos candidatos, também é um dos mais altos entre as seis cidades pesquisadas. Neste caso, chega a 63%. Quando os dois são sugeridos, na estimulada, cai para 16%, que ainda assim é um dos mais expressivos verificados nesta primeira rodada de pesquisas sobre as eleições 2012. Na rejeição, o cenário se repete, com o progressista com 18,5% e o tucano com 16,8%. O índice de pessoas que dizem não rejeitar nenhum nome atinge 69%.   



Perfil dos entrevistados
O maior número de entrevistados tem renda familiar entre R$ 1.245,00 e R$ 3.110,00, somando 44,8%. No quesito idade, a maioria tem entre 25 e 34 anos. Quanto à escolaridade, o Ensino Fundamental predomina, com 44,5%. O sexo masculino teve pequena vantagem: 50,3% contra 49,8%.


Saiba mais
Na edição de hoje está sendo publicada a última pesquisa eleitoral realizada neste mês pelo Instituto Methodus, encomendada pelo Grupo Independente e jornal O Informativo. O levantamento de Teutônia encerra a primeira rodada, que também apresentou o cenário eleitoral em Encantado, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio e Lajeado. Com exceção de Lajeado - que terá três pesquisas (uma em setembro e outra em outubro) - serão duas por cidade. A segunda rodada será divulgada em setembro.


A pesquisa realizada em Teutônia foi coletada nos dias 16 e 17 de julho e ouviu 400 pessoas. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o número de protocolo RS-00039/2012.  



Quase 90% diz se informar sobre os candidatos
Dos 400 entrevistados em Teutônia, a maioria afirmou que costuma se informar sobre a trajetória, projetos e propostas dos candidatos, chegando ao percentual de 87,8%. Entre os pontos levados em conta, destacam-se projetos e propostas (48%), histórico do candidato (42%) e experiência (28,5%). Entre os que buscam informações, 60,1% afirmam que a influência maior é de amigos e parentes, enquanto que 35,6% escolhem os candidatos usando por base o jornal.


Ao mesmo tempo, chama atenção o grau de desinteresse dos entrevistados em relação à eleição, que ocorre em menos de 12 semanas. Neste caso, os nada e pouco interessados somam 78%, enquanto que os muito interessados chegam a 22%. Os números seguem a mesma tendência registrada nas pesquisas realizadas nas demais cidades da região.



Combate à drogadição e atendimento em saúde: os piores
Na avaliação dos serviços, o combate à drogadição é apontado como péssimo e ruim em Teutônia por 37,6%, enquanto 42,5% o classificam como regular. Na sequência, aparece o atendimento da saúde pública, que foi apontado como péssimo e ruim por 26,8% dos ouvidos. Na classificação regular, a área soma 39,9%. Outro serviço avaliado de forma negativa pela população é a segurança, com índice de 20,8% entre péssimo e ruim. A avaliação regular, neste setor, é a segunda mais alta: 41,8%, perdendo apenas para a falta de investimentos para combater o uso de drogas.


Abastecimento de água e limpeza: os melhores
Positivamente, os entrevistados em Teutônia destacam setores como abastecimento de água, com 85,1% entre bom e ótimo, e limpeza pública e coleta de lixo, com 78,6% de aprovação. Outros são citados, como transporte coletivo, asfalto e pavimentação, programas de habitação, iluminação pública, educação municipal, e esporte e lazer. Todos esses com índices superiores a 55%.    


Bairros querem mais investimentos em saúde
Enquanto os moradores dos bairros de Encantado, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio e Lajeado reivindicam melhorias em asfalto/pavimentação/calçamento/estradas, em Teutônia a principal necessidade é por investimentos em saúde, apontada como o principal problema do bairro por 36,3% dos entrevistados. A realização de obras de pavimentação, no município, aparece em segundo lugar, com 14,5%. A segurança está na sequência, com 9,8%, seguida do trânsito, com 5,5%; e saneamento básico/esgoto com 4,5%.


Ao citar às áreas de prioridades, os entrevistados reforçam a opção atendimento da saúde pública, com uma média de 6,95. Segurança tem 4,18; combate à drogadição, está com 3,33; saneamento básico e esgoto, com 2,39; asfalto e pavimentação, com 2,09; e educação municipal, com média igual a 2. Os demais setores pontuaram menos de que a última média.


No rumo certo e manter políticas
A aprovação das ações implantadas no município chega a 79,3%, contra 18,3% que acreditam o contrário. E, conforme os entrevistados, a próxima administração deve continuar com a maioria das políticas adotadas, mudando apenas algumas. Neste caso, o percentual é de 47,8%. Se somado o percentual de pessoas que acham que todas as políticas devem ser mantidas (7,8%), o índice passa para 55,6%. Entre os que querem algumas mudanças ou uma mudança total, o número é de 43%.


Quanto à administração federal, a presidente Dilma Rousseff tem aprovação de 64,4% da população pesquisada, considerando os conceitos bom e ótimo, enquanto outros 32,3% acham seu governo regular. O índice negativo é baixo: 3,3%. Em relação ao Estado, Tarso Genro tem aprovação menor. O índice de péssimo e ruim chega a 11,8%; outros 48,7% consideram regular sua gestão e a aprovação do governador é de 39,4%.



Ações tentam impugnar candidaturas
Os dois candidatos a prefeito de Teutônia enfrentam pedidos de impugnação de suas candidaturas. Ricardo Brönstrup (PSDB), da coligação Teutônia em Primeiro Lugar (PSDB/PDT/PTB/PV), teve pedido encaminhado pelo Ministério Público Eleitoral, com base na Lei da Ficha Limpa. Brönstrup já foi prefeito do município e teve as contas rejeitadas, de acordo com o MP, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Câmara de Vereadores da cidade. Conforme o promotor Eleitoral Jair João Franz, as irregularidades apontadas pelo TCE são insanáveis e configuram atos de improbidade administrativa. Outra ação contra o ex-prefeito foi movida pela coligação adversária, igualmente tentando barrar sua candidatura com base na Ficha Limpa, pela rejeição das contas quando exerceu o cargo.


Por outro lado, a aliança Teutônia em Primeiro Lugar (PSDB/PDT/PTB/PV) também ajuizou duas ações pedindo a impugnação da candidatura do atual prefeito, Renato Altmann (PP), que busca a reeleição. As duas por abuso de poder político e econômico.
Todas as ações ainda aguardam julgamento por parte da Justiça Eleitoral da Comarca de Teutônia, que tem prazo até 5 de agosto para se manifestar.  

Comentários

VEJA TAMBÉM...