Reportagens Especiais

Vantagem de Schmidt frente a Caumo chega a 62% em Lajeado

O deputado estadual petista tem quase 70% das intenções de voto no município


Lajeado - Se em Cruzeiro do Sul a eleição está acirrada, com empate técnico; e em Arroio do Meio a diferença também não é muito expressiva; em Lajeado a situação é completamente diferente. Na pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Methodus e encomendada pelo Grupo Independente e Jornal O Informativo, a vantagem do deputado estadual Luis Fernando Schmidt (PT) em relação ao segundo colocado, Marcelo Caumo (PP), chega a 62% na menção estimulada.


O petista tem 69,3%, enquanto que o progressista soma 7,3% e a terceira colocada, Juliana Baiocco Nascimento (PV) tem 4,8%. Na menção espontânea, em que não aparecem os nomes e o eleitor pode citar quem quiser, Schmidt também lidera, com 34,5%. Caumo aparece com 2,8% e Juliana com 0,8%. Nesta, são mencionados nomes que apoiam o candidato do PP, como o da atual prefeita, Carmen Regina Pereira Cardoso, e do ex-prefeito Claudio Pedro Schumacher.


O número de eleitores que ainda não sabe em quem votar para prefeito, quando não se apresentam os nomes dos candidatos, atinge 57,8%. Quando os três são apresentados, na estimulada, cai para 12,3%. Na rejeição, Caumo tem o maior percentual, recebendo 25% das citações. Baiocco fica em segundo, com 22,3%, e Schmidt, com 12%. O índice de pessoas que dizem não rejeitar nenhum nome é expressivo, chegando a 60,5%.


Entrevistados
O maior índice de entrevistados tem renda familiar de R$ 1.245,00 a R$ 3.110,00, somando 36,8%. No quesito idade, a maioria tem entre 25 e 34 anos. Quanto à escolaridade, o Ensino Fundamental predomina, com 48,8%. O sexo feminino teve pequena vantagem: 52,3% a 47,8%.


Saiba mais
Amanhã será publicada a última pesquisa eleitoral realizada este mês pelo Instituto Methodus e encomendada pelo Grupo Independente e Jornal O Informativo. Será de Teutônia. Já tiveram seus números divulgados as cidades de Encantado, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio e Lajeado, hoje. Com exceção de Lajeado - que terá três pesquisas (uma em setembro e outra em outubro) - serão duas por cidade, neste mês e depois em setembro. A pesquisa realizada em Lajeado foi coletada nos dias 13 e 14 de julho e ouviu 400 pessoas. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número do protocolo RS-00037/2012.



Eleitores falam em rumo certo, mas querem mudança
A aprovação das ações implantadas no município chega a 62,5%, mas 34% dos eleitores consultados dizem acreditar que o município está no rumo errado. Quando a pergunta refere-se a mudança, apesar da aprovação na questão anterior, quase 60% fala em alterar muitas das políticas e mais de 90% defende a necessidade de fazer alterações, mesmo que em apenas algumas situações. Somente 6,3% dizem que todas as políticas da atual administração devem ser seguidas.


Quanto à administração federal, a presidente Dilma Rousseff tem aprovação de 57,9% da população, enquanto outros 35,3% consideram seu governo regular. O índice negativo é baixo: soma 6,8%. Em relação ao Estado, Tarso Genro tem menos aprovação. O índice de péssimo e ruim chega a 13,2%, outros 43,9% consideram regular sua gestão e a aprovação do governador  é de 42,8%, 15% menor do que a da presidente Dilma.


Em todos os municípios, reivindicação dos bairros é por vias melhores
Os moradores dos bairros de Encantado, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio e, agora, Lajeado, têm a mesma reivindicação: melhorias em asfalto/pavimentação/calçamento/estradas. Na cidade polo do Vale do Taquari o índice de moradores que elegem esta como a maior necessidade é de 26,5%. Cruzeiro do Sul tem 41,8%; Arroio do Meio tem 41,3%; Encantado, 24,3%; Estrela, 22%. A saúde, assim como nos demais municípios, é apontada como a segunda maior necessidade pelos lajeadenses, com índice de citação de 16%, o segundo maior dentre as cidades pesquisadas. Só perde para Estrela, que soma 21% da população dos bairros cobrando melhorias na saúde. Segurança aparece na sequência, com 13,8%. As três exigências aparecem também como prioridades - mas em ordem diferente - quando a pergunta refere-se à cidade como um todo. Neste quesito, a saúde tem média maior de prioridade, seguida pela segurança, e pelo asfalto e pavimentação.


Ainda são citadas pelos moradores de Lajeado, como necessidade de melhorias nos bairros, as áreas de assistência social, ciclovia, emprego, habitação/moradia, poluição sonora, ponte, praças, quebra-molas e sinaleiras, com índices inferiores a 0,8%.


Combate a drogadição e trânsito: os piores
O trânsito é motivo frequente de reclamação dos lajeadenses. Prova disso é que seguidamente são publicas na imprensa matérias sobre o tema. A pesquisa eleitoral mostra que o tema realmente incomoda muita gente, pois quase metade da população avalia o serviço como péssimo ou ruim. Outros 28,1% avaliam o setor como regular e apenas 24,6% o qualificam como bom ou ótimo. Assim como a segurança e o combate a drogadição, o trânsito tem um dos menores índices de avaliações positivas.


Apesar disso, a maior reclamação quanto aos serviços é no combate a drogadição: 53,1% da população o avalia como péssimo e ruim e outros 30,6% como regular. Este quesito tem a menor aprovação, com apenas16,2%.


Água e limpeza são os mais elogiados
Positivamente, a comunidade ressalta setores como abastecimento de água (com 85,4% entre bom e ótimo) e limpeza pública e coleta de lixo, com 69,1% de aprovação. Outros também são citados, como desenvolvimento econômico e geração de empregos, a educação municipal, a iluminação pública, os programas de habitação e o transporte coletivo. Todos estes com índices positivos superiores a 55%.  Com análise considerada regular, destacam-se com os números mais expressivos o atendimento da saúde pública com 42,2% e a segurança, com 40,1%.


Quase 80% da população não está interessada na eleição
O grau de desinteresse nas eleições que ocorrem em menos de 12 semanas chama atenção nas pesquisas realizadas nos cinco dos maiores municípios do Vale do Taquari. No caso da cidade polo do Vale, 77,3% das pessoas dizem estar pouco ou nada interessadas no pleito. Quando a pergunta refere-se se os eleitores se informam sobre a trajetória, projetos e propostas dos candidatos, 19,5% dizem que não. Já dos que buscam informações, 45,7% afirmam que a influência maior é de amigos e parentes, enquanto 40,7% escolhem os candidatos usando por base o jornal. Para quase metade dos eleitores (49%) o que pesa mesmo são os projetos e propostas dos candidatos, mas seu histórico também é relevante para 45% da população.



Ficha Técnica da Pesquisa

Período de realização da pesquisa
Dias 13 e 14 de julho de 2012

Margem de erro
5 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados obtidos em um intervalo de confiança de 95%

Número de entrevistas
400 entrevistas

Nome do contratante
Rede Vale de Comunicação Ltda. e Rádio Independente Ltda.

Nome da empresa que realizou a pesquisa
Instituto Methodus Análise de Mercado SS Ltda.

Número do registro
RS-00037/2012

Data para divulgação
18 de julho de 2012



Resposta com mais ou menos de 100%
Há casos na pesquisa em que os percentuais somam mais do que os 100%, ou somam 99,9%. O Instituto Methodus esclarece que isso ocorre em dois casos: aqueles das respostas múltiplas e os das respostas únicas. Nas respostas múltiplas o percentual soma sempre mais de 100%, pois os entrevistados podem escolher mais de uma opção de resposta. Já nas respostas únicas, o pouco mais ou menos de 100% tratam-se de resultados dos arredondamentos.


População urbana X rural
Em todos os municípios pesquisados foram entrevistadas 400 pessoas, independente do número de habitantes destas seis cidades. Quanto ao percentual na área urbana e rural, esclarece o Instituto Methodus, há diferenciação. Em Lajeado, não houve nenhuma abordagem de moradores de área rural, até porque esta é escassa. Quanto aos demais municípios, a coleta foi assim distribuída:


Município                Urbano              Rural
Arroio do Meio          320                   80
Cruzeiro do Sul         240                 160
Encantado                360                   40
Estrela                     350                   50
Teutônia (pesquisa    360                   40
que será publicada amanhã)     

Comentários

VEJA TAMBÉM...