Esporte

Começa a 46ª Copa América

Conheça as principais seleções e cada um dos adversários do Brasil na competição

Créditos: Guilherme Rossini
Coutinho terá na estreia contra a Bolívia a primeira chance de recuperar a confiança do torcedor - Lucas Figueiredo/CBF/divulgação

BRASIL | A partir do dia 14 deste mês, será disputada a 46ª edição da Copa América. É a quinta vez que a competição será jogada no Brasil, sendo que, nas outras quatro edições, em 1919, 1922, 1949 e 1989, a Seleção Brasileira venceu todas. O torneio terá 25 partidas, com 12 seleções divididas em três grupos, que disputarão a primeira fase, onde três de cada grupo irão avançar às quartas de final, e depois a semifinal e a final, no dia 7 de julho, no Estádio Maracanã.

Além do Brasil, Argentina e Uruguai também são grandes favoritos a vencer a 46ª Copa América. Entretanto, Colômbia, Peru e Venezuela, que atualmente ocupa a melhor colocação de sua história no Ranking de Seleções da Fifa (29ª), podem surpreender. Com isso, a redação de O Informativo do Vale produziu um resumo de cada uma das equipes, projetando o possível desempenho de cada uma delas no torneio.

 

GRUPO A

BRASIL

Apesar de ter vencido a Copa América todas as vezes que ela foi disputada em solo brasileiro, o Brasil vem muito pressionada para a competição, com o desempenho ruim na Copa do Mundo, como também pela lesão de Neymar. O técnico Tite ainda terá o peso de tirar a Seleção Brasileira de uma fila de 12 anos sem títulos.

Ranking da Fifa de Seleções: 3º
Copa do Mundo 2018: quartas de final
Craque: Phillipe Coutinho
Técnico: Tite

Participações: 35
Títulos: 8

BOLÍVIA

A Seleção da Bolívia, que ganhou a Copa América em 1963, quando sediou a competição, não vive um grande momento. Após trocar o treinador recentemente, o campeonato local vive uma crise, pois os clubes têm uma grande quantidade de dívidas com a federação boliviana.

Ranking da Fifa de Seleções: 63º
Copa do Mundo 2018: não se classificou
Craque: Marcelo Moreno
Técnico: Eduardo Villegas

Participações: 26
Títulos: 1

VENEZUELA

Com uma geração de atletas promissores, incluindo Soteldo, que joga no Santos, a Venezuela ocupa sua melhor posição no Ranking da Fifa em toda a história da Seleção Venezuelana. Com isso, a equipe não vem só para passear no Brasil, mas sim, para no mínimo avançar às quartas de final.

Ranking da Fifa de Seleções: 29º
Copa do Mundo 2018: não se classificou
Craque: Salomón Rondón
Técnico: Rafael Dudamel

Participações: 17
Títulos: 0

PERU

Aproveitando o embalo após disputar a Copa do Mundo depois de 36 anos, a Seleção do Peru, comandada dentro de campo por Paolo Guerrero, o time espera fazer uma grande Copa América, como 1939 e 1975, quando os peruanos ganharam o título da competição.

Ranking da Fifa de Seleções: 21º
Copa do Mundo 2018: fase de grupos
Craque: Paolo Guerrero
Técnico: Ricardo Gareca

Participações: 31
Títulos: 2

 

GRUPO B

ARGENTINA

Há 26 anos sem ganhar nenhum título importante, a Seleção da Argentina vem com um grupo de jogadores de pouca visibilidade, que serão comandados por Messi, que também acumula essa pressão do jejum. Com isso, o momento do grupo do técnico Lionel Scaloni não vive um bom momento.

Ranking da Fifa de Seleções: 11º
Copa do Mundo 2018: oitavas de final
Craque: Lionel Messi
Técnico: Lionel Scaloni

Participações: 41
Títulos: 14

COLÔMBIA

Ainda dada como promissora, essa geração de atletas Seleção da Colômbia, que tem como craque James Rodríguez, ainda depende de um título para consolidar a qualidade desse grupo. A Colômbia ganhou a Copa América somente uma vez, em 2001.

Ranking da Fifa de Seleções: 12º
Copa do Mundo 2018: oitavas de final
Craque: James Rodríguez
Técnico: Arturo Reyes

Participações: 21
Títulos: 1

PARAGUAI

A Seleção do Paraguai vem sendo reformulada após não se classificar para a Copa do Mundo, na última rodada das Eliminatórias. O técnico com passagens pelo São Paulo e Seleção do México, Juan Carlos Osorio, foi contratado para mudar o panorama da equipe nos próximos anos.

Ranking da Fifa de Seleções: 36º
Copa do Mundo 2018: não se classificou
Craque: Roque Santa Cruz
Técnico: Juan Carlos Osorio

Participações: 36
Títulos: 2

CATAR

Como país-sede da Copa do Mundo de 2022, a Seleção do Catar irá utilizar a Copa América para adquirir experiência internacional. Pouco conhecida, a equipe espera, em primeiro lugar, não ser o saco de pancadas de Argentina, Colômbia e Paraguai.

 Ranking da Fifa de Seleções: 55º
Copa do Mundo 2018: não se classificou
Craque: Hassan Al-Haydos
Técnico: Félix Sanchez

Participações: 0
Títulos: 0

 

GRUPO C

URUGUAI

A maior vencedora do torneio, com 15 títulos, é a Seleção do Uruguai. Campeã em 2011, na Argentina, a equipe do treinador Óscar Tabárez, que é o comandante da Celeste há 13 anos, só se fortaleceu nas últimas temporadas, se colocando como uma das favoritas para a 46ª Copa América.

 Ranking da Fifa de Seleções: 6º
Copa do Mundo 2018: quartas de final
Craque: Luis Suárez
Técnico: Óscar Tabárez

Participações: 43
Títulos: 15

EQUADOR

A arrancada nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 animaram o torcedor equatoriano, no entanto, o desempenho da Seleção do Equador começou a cair, ocasionando na não classificação para o Mundial. A equipe trocou de treinador duas vezes em um intervalo de 18 meses, e passa por um momento conturbado.

Ranking da Fifa de Seleções: 59º
Copa do Mundo 2018: não se classificou
Craque: Antonio Valência
Técnico: Hernán Darío Gómez

Participações: 27
Títulos: 0

JAPÃO

Apesar de vir ao Brasil como convidada, a Seleção do Japão tem pretensões ambiciosas para essa Copa América. Com uma gama de atletas que atuam no futebol europeu, os nipônicos esperam, no mínimo, avançar às quartas de final.

Ranking da Fifa de Seleções: 26º
Copa do Mundo 2018: oitavas de final
Craque: Yuya Osako
Técnico: Hajime Moriyasu

Participações: 1
Títulos: 0

CHILE

Aproveitando a melhor geração de sua história, a Seleção do Chile é a atual bicampeã da Copa América. No entanto, o grupo comandando pelo treinador Reinaldo Rueda, ex-técnico do Flamengo, vive um momento de reformulação do envelhecido plantel, após ter ficado fora da Copa do Mundo de 2018.

Ranking da Fifa de Seleções: 15º
Copa do Mundo 2018: não se classificou
Craque: Arturo Vidal
Técnico: Reinaldo Rueda

Participações: 38
Títulos: 2

 

Brasil estreia na Copa América contra a Bolívia, no Estádio Morumbi


Na noite de hoje, no Estádio Morumbi, em São Paulo, o Brasil fará a partida de abertura da 46ª Copa América contra a Bolívia. Sem Neymar, cortado após lesão e sem Arthur também, que se machucou no amistoso frente a Honduras, o técnico Tite terá um público de cerca de 70 mil pessoas para aplaudi-lo em caso de vitória, ou pressioná-lo se o Brasil não estiver tendo uma boa atuação.

Na história dos confrontos, os brasileiros têm ampla vantagem. Em 29 jogos entre as duas seleções, são 20 vitórias brasileiras, cinco vitórias bolivianas e quatro empates. Enquanto a seleção canarinho marcou 96 gols, a La Verde fez apenas 25. Já pela Copa América, os times se cruzaram dez vezes, com oito triunfos do Brasil e dois da Bolívia. A última partida entre os dois em uma Copa América foi na decisão do torneio, em 1997, e os brasileiros venceram o jogo por 3 a 1, com gols de Edmundo, Ronaldo e Zé Roberto.

Comments

SEE ALSO ...