Variedades

Halloween mexe com imaginação das pessoas

Data, celebrada em 31 de outubro, começou a ganhar força, no Brasil, a partir dos anos 1990

Créditos: Carolina Schmidt
- Lidiane Mallmann

Lajeado - Nesta terça-feira é dia de celebrar uma das festas mais antigas, que mexe com o imaginário das pessoas: o halloween. Quando o 31 de outubro se aproxima, fantasias de fantasmas, duendes, vampiros e bruxas são figuras principais nos eventos relacionados à data.
A frase "Doces ou travessuras" toma conta dos grupos de crianças, que vão em busca de balas e chocolates na vizinhança. A comemoração também faz com que os adultos saiam de casa com figurino especial para as festas noturnas.

Uma das instituições responsáveis por popularizar a celebração no Brasil, são as escolas de inglês. Conforme a professora do idioma e coordenadora de escola local, Lilian Bohrer, isso ocorreu, pois o halloween faz parte da cultura dos nativos da língua inglesa. Ela explica que a tradição começou a ganhar força, a partir da década de 1990. Tanto que, a primeira festa de halloween, em Lajeado, ocorreu em 1992.

Ela lembra que a programação foi realizada no Clube Tiro e Caça e reuniu um grande número de pessoas. "Lembro que esse evento foi um sucesso. Desde então, realizamos o evento da escola todos os anos."

História
A professora Lilian também conta a história do surgimento do halloween. De acordo com ela, começou, no período dos Celtas, como forma de agradecer a boa colheita no outono do Hemisfério Norte. Para comemorar o resultado positivo na produção dos alimentos, eles costumavam se vestir com fantasias de duendes, gnomos, entre outros, para agradecer às entidades que consideravam responsáveis pelo sucesso da colheita.

"As pessoas, daquela época, acreditavam muito que os resultados tinham relação com agentes como a lua ou o sol, por exemplo. O período era sagrado para eles, havia muito misticismo." Naquele período, também surgiu o principal símbolo do halloween, a abóbora. Como a fruta era comum, o utilizavam para a celebração e alimento.
Em relação à tradução da palavra para a língua Portuguesa, Lilian traz a explicação. Quer dizer "noite sagrada", porque "hallow" significa sagrado, santificar e "een" noite, sendo que a palavra "evening" é uma derivação que passou a ser escrita mais tarde.

No Brasil, a data é conhecida como o Dia das Bruxas. No entanto, ela diz que a denominação não está correta, em função da tradução não trazer termos relacionados com bruxas.
Ao longo dos anos, o movimento recebeu mudanças e caracterizações, nos diferentes espaços ao redor do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, a tradição é maior entre as crianças, que buscam doces na vizinhança.

Já no Brasil, a celebração é marcada por festas animadas que unem os pequenos durante o dia e adultos à noite. "As pessoas foram acrescentando fantasias e várias simbologias com o passar dos anos. Atualmente, a festa não tem mais o caráter inicial."
Outra questão citada por Lilian, é a indústria do entretenimento norte-americana que levou ao cinema histórias de terror relacionadas com o halloween. Entre elas, a saga com o mesmo título protagonizada pelo serial killer, Mike Myers. "Eles começaram a relacionar a data com histórias horripilantes e surpreendentes. Mas, na verdade, o halloween é algo bom na sua origem, pois é para agradecer."

Comentários

VEJA TAMBÉM...