Variedades

Lajeadense Jéssica Thaís Herrera é a 1ª Prenda do Rio Grande do Sul

Título vem pela primeira vez para a região com representante do CTG Tropilha Farrapa

Créditos: Matheus Aguilar
- Matheus Aguilar

Lajeado - Representante do CTG Tropilha Farrapa, de Lajeado, Jéssica Thaís Herrera conquistou o título de 1ª Prenda do Rio Grande do Sul. Esta é a primeira vez que a faixa vem para uma representante da 24ª Região Tradicionalista (RT). O anúncio foi feito na madrugada de domingo, durante a 48ª Ciranda Cultural de Prendas, realizado em Campo Bom. A conquista foi celebrada com carreata pelas principais ruas de Lajeado no fim da tarde de domingo. E não é para menos.

Jéssica tem 19 anos e está prestes a ingressar no curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). "Começo no próximo semestre", comenta. Os primeiros contatos com o tradicionalismo ocorreram a partir das apresentações de invernadas artísticas. "E eu moro em frente do CTG Tropilha Farrapa. Desde pequena ouvia as músicas, via as prendas e desde lá tenho uma paixão muito grande pelas tradições gaúchas", explica. Atualmente, Jéssica não está participando das invernadas artísticas. "Foi minha porta de entrada no tradicionalismo, mas hoje não estou participando", diz.

Em 2009, foi 1ª Prenda Mirim do CTG. No ano seguinte, foi a 3ª Prenda Mirim da 24ª RT. "Em 2014 me tornei 1ª Prenda Juvenil do CTG, da 24ª RT e fiquei em quarto lugar no âmbito estadual", recorda. A conquista do título no final de semana começou a ser construída em 2016. "Foi quando me tornei 1ª Prenda Adulta no CTG. Em 2017 conquistei a faixa na região tradicionalista e, agora, como 1ª Prenda do Rio Grande do Sul."

"São anos de dedicação ao tradicionalismo. Essa conquista é resultado do trabalho realizado na 24ª RT e na cidade de Lajeado. Agora o CTG Tropilha Farrapa tem duas prendas estaduais para sua história", destaca Jéssica. O prendado estadual que encerrou na Ciranda teve como 2ª Prenda Caroline Scariot, também da entidade de Lajeado. "Me sinto muito feliz de fazer parte disso, deste título inédito para a 24ª Região Tradicionalista", afirma Jéssica.

Para o patrão do Tropilha Farrapa, Avelino Machado dos Santos, é a sensação de dever cumprido. "É algo que todo patrão de CTG gostaria de sentir. Acredito que isso possa atrair ainda mais jovens para nossa entidade", confessa. "Esse título comprova que estamos no caminho certo."

Com a conquista, a próxima edição da Ciranda Cultural de Prendas, em maio de 2019, será realizada em Lajeado. Para a coordenadora da 24ª RT, Luce Carmen Mayer, a conquista é motivo de orgulho. "É a força da nossa juventude, a dedicação das meninas de buscar um sonho. A Jéssica, agora, leva os nomes de Lajeado, do CTG Tropilha Farrapa e da 24ª RT para todo mundo. Todas as participações que ela fizer agora, dissemina a cultura gaúcha por todo o planeta", acredita. Além de Jéssica, a 24ª Região Tradicionalista foi representada na Ciranda Cultural pela prenda mirim, Eduarda Pessi, do CTG Erva-Mate, de Venâncio Aires, que ficou em quinto lugar.

Estudo e dedicação

A preparação para a Ciranda Cultural de Prendas foi árdua. "Desde que conquistei o quarto lugar na categoria juvenil venho estudando para este momento", revela Jéssica Thaís Herrera. "Nós recebemos uma lista com a bibliografia indicada para o concurso, que baseiam nossos estudos e as questões da prova escrita, que vale 30 pontos. O CTG Tropilha Farrapa adquiriu esses livros. Fiz a leitura deles, preparei resumos, reli e revisei tudo", conta a 1ª Prenda do Estado.

Para a mostra folclórica, Jéssica iniciou o trabalho para a etapa regional do concurso. "Apresentei as noivas de preto e mantive para o circuito estadual. É um tema bastante familiar. Minha tataravó e minhas tias bisavós se casaram usando vestidos pretos. Minha mãe me ajudou muito na montagem do cenário e em tudo o que precisava para ter a nota gabaritada que tive na Ciranda", revela.
A parte artística contou com apoio de Luciano Salerno, de Bento Gonçalves. "Apresentei um poema inédito, escrito para mim e para este concurso", destaca Jéssica. Para as danças, Jéssica ensaiou com Renata Presser, do próprio CTG Tropilha Farrapa. "Nossa invernada ficou em quarto lugar no Enart no ano passado. A Renata tem muito conhecimento nesta área e me ajudou muito nas danças tradicionais e de salão."

Para se preparar para a prova oral, Jéssica buscou temas que já tinham sido abordados em outros concursos. "O sorteio é feito 15 minutos antes da apresentação. Então já vinha pensando no que eu poderia abordar nessa prova", comenta.


A Ciranda de Prendas

A 48ª Ciranda Estadual de Prendas começou na quinta-feira, com uma integração entre todas as prendas participantes. Na mesma noite, ocorreu a despedida do prendado 2017-2018, que tinha Caroline Scariot, também do CTG Tropilha Farrapa, como 2ª Prenda Adulta. Na sexta-feira começaram as provas. Pela manhã, as candidatas fizeram a prova escrita e redação. No turno da tarde, ocorreu a mostra folclórica, quando Jéssica apresentou as noivas de preto, uma cultura típica alemã. No sábado, as prendas realizaram as provas artísticas e orais.


Prendado 2017-2018
Adulta
1º lugar: Jéssica Thaís Herrera - CTG Tropilha Farrapa - Lajeado - 24ª RT
2º lugar: Ana Maria Kolling Lamarque - CTG Querência Crioula - Giruá - 3ª RT
3º lugar: Tamara Trentini Rigo - CTG Pousada dos Tropeiros - Santo Antônio do Palma - 7ª RT

Juvenil
1º lugar: Cristina Kunzler Diemer - CTG Missioneiro dos Pampas - Três Passos - 20ª RT
2º lugar: Nathalia Yasmin Gregoski - CTG Dom Luiz Felipe de Nadal - Passo Fundo - 7ª RT
3º lugar: Tayline Alves Manganeli - CTG Pedro Telles Tourem - São Francisco de Assis - 10ª RT

Mirim
1º lugar: Letícia Soriano Coelho da Silva - 35 CTG - Porto Alegre - 1ª RT
2º lugar: Antônia Cardoso Gracióli Arend - CTG Sentinela da Querência - Santa Maria - 13ª RT
3º ugar: Ester Belegante Nervo - PL Pai João - Água Santa - 7ª RT

Comentários

VEJA TAMBÉM...