Variedades

Moda masculina: saiba tudo sobre trajes e como melhor usá-los

Consultor de moda ensina a identificar as diferenças entre as peças para a composição do look masculino na ocasião certa

Créditos: AI Delai
- Rodrigo Nascimento/Delai/divulgação

Vale do Taquari - O ano novo começou e com ele uma nova sequência de compromissos profissionais e sociais. Neste sentido, o fato de estar bem vestido faz toda diferença, e ajuda a dar um empurrãozinho no sucesso tão esperado para 2018. Ainda mais que, no início do ano, ainda está aberta a temporada de formaturas na região.

De acordo com o consultor de moda Luís Alberto Henkes, um traje torna-se indispensável para a maioria dos casamentos e formaturas. Para tanto, é preciso estar atento ao tipo de convite e ao dress code, que diz respeito ao tipo de traje esperado para os convidados. "Ainda existem diferenças de horário. Se o evento for à noite, os melhores trajes são os escuros, nas cores preto, marinho e cinza-chumbo. Caso a festa ocorra durante o dia, o indicado são os tons claros como bege ou cinza-claro. Não se esqueça da gravata", recomenda. Atualmente, os trajes mais procurados são os do tipo slim.

Traje ou terno?
Quando se fala em trajes masculinos para eventos sociais, existem dúvidas bem comuns, inclusive no que se refere ao nome correto. O certo é terno ou traje? Chame de traje ou costume, quando forem duas peças.

"Chame de terno quando o look for um conjunto com colete. É bom que você esteja familiarizado com os termos corretos, para, principalmente em certos momentos, usá-los de forma adequada", explica Henkes.

Já a diferença entre um blazer e um paletó, que também causa dúvida, está na combinação de peças. O blazer não tem calça de conjunto. A peça pode ser combinada com calças jeans, sarja ou qualquer outro modelo, inclusive uma calça de alfaiataria de cor diferente. Já o paletó, acompanha a confecção da calça e, se for terno, do colete.

O tecido do traje
Um fator decisivo de conforto e estilo é o tipo de tecido escolhido para o traje. Pensando assim, o melhor modelo é aquele confeccionado com a lã fria. Ao contrário do que pode sugerir o termo "lã", ela proporciona um excelente conforto térmico: não esquenta no verão, e é confortável também no inverno. "A lã fria também amassa menos, se comparada a outros tecidos. Assim, ao final do dia, o terno continua impecável", diferencia Henkes.

Ainda sobre a lã fria, esta fibra possui um toque agradável à pele, não "pinica", e nem irrita. O look também é bem melhor, não brilha em excesso.

No entanto, existem outros tecidos, que são comumente usados na confecção de ternos. Os sintéticos como poliéster, viscose e microfibra são bem comuns. "Uma boa alternativa é a poliviscose, uma mistura que resulta em uma roupa agradável ao toque, e com boa resistência, além de proporcionar maior conforto ao homem."

Já aqueles que têm em sua composição 100% material de sintético, têm a vantagem de serem mais baratos, embora não sejam roupas confortáveis. 


Desvendando o dress code
O tipo de traje, comumente recomendado no convite, também é o passaporte para ir a um evento e não ficar deslocado. Na moda, chama-se isso de dress code, ou código de vestir.

Os tipos mais comuns, utilizados para homens são "passeio completo" e o "esporte fino". No passeio completo é preciso utilizar gravata, enquanto o esporte fino permite um look mais casual, na utilização de blazer, ou invés de paletó, acompanhado de calça e camisa.

Comentários

VEJA TAMBÉM...