Variedades

Um prodígio de DJ

Menino de 11 anos sonha em ser disc-jóquei. Apesar da pouca idade, até curso já fez para...


Desde bem pequeno, Luan Daroit, que ainda é apenas uma criança, balançava a cabeça e sacudia os pés ao ouvir música eletrônica. Aos 11 anos, ele transformou a admiração pelo som e pelas mixagens em opção para o futuro, e sonha em ser DJ. Recentemente, deu o primeiro passo para o desejo se concretizar. No mês de agosto, o estudante do 6º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Batista Castoldi, de Palmas, interior de Encantado, foi o aluno mais jovem de um curso de DJs promovido pela casa noturna Secret. Foram 36 horas de aula teórico/prática em que os sete participantes, alguns profissionais e outros amadores, aprenderam as técnicas de como se portar sobre um aparelho de CDJ - aquele utilizado para mixar e "largar", literalmente, o som na pista.
A mãe, Karen Daroit, conta que Luan sempre manifestou interesse pela música e neste formato, de DJ. Sobre fazer o curso que o ensinou a mixar, ter postura na mesa de som e escolher o repertório, revela que o filho teve que optar entre a capacitação ou a bicicleta que tanto sonhava. "Ele abriu mão de uma das coisas. É assim que tudo tem que ser na vida." Antes do curso começar, Karen ressalta que manteve contato com os organizadores quase que diariamente, pois acreditava que o filho era muito novo para o compromisso. "Com o passar do tempo pensamos muito e decidimos deixá-lo fazer. Todos falam que tem que começar desde pequeno, então essa é a hora certa. Se é isso que ele quer, o apoiamos", reforça.
O investimento de R$ 700 na capacitação parece ter dado um novo ânimo ao pequeno Luan. Depois do curso, ele participou do programa Clube Pop 97, na Rádio Energia Pop. Durante uma hora, mixou e tocou como gente grande. Sobre o estilo musical de sua preferência, destaca o eletrohouse e o eletrodance. Na tentativa de aprender sempre mais, busca, via internet, infomações sobre músicas. "Quando estou no computador baixo programas, ouço as músicas de DJs famosos e baixo programas para mixar", conta o menino curioso. Por não possuir um aparelho de CDJ, que custa R$ 2 mil, Luan mistura os ritmos e cria seus próprios sets musicais em programas de computador. "Não é a mesma coisa, mas como o CDJ é muito caro, vou fazendo assim", conta o DJ mirim. Entre suas inspirações no universo dos disc-jóqueis estão os internacionais e reconhecidos Davi Guetta e Tiesto. "Eles são demais, são meus ídolos."

Sonho acalentado
Enquanto fazia o curso da Secret, Luan conta que se imaginou agitando grandes festas. "Parecia que eu estava tocando para muitas pessoas. Foi muito legal." Depois da capacitação, o garoto foi convidado a tocar na emissora Equipe, de Sapucaia do Sul, terra onde nasceu. Mas como não possui CDJ e não encontrou um para alugar, precisou transferir a data da performance, que deve ser reagendada. Na região, tenta enviar os sets que mixa às rádios locais na tentativa de participar de algum programa e mostrar seu talento precoce.

Carina Marques
[email protected]

Comentários

VEJA TAMBÉM...